Ligações rápidas

Horário de Funcionamento:
Segunda, Quinta e Sexta
15:00 / 20:00

Sábados e Domingos
11:00 / 18:00

 

 

Áreas Principais

»

«

 

 

FRANCISCO CASTRO RODRIGUES

Morreu no dia 2 de Maio Francisco Castro Rodrigues, sócio-fundador da Casa da Achada-Centro Mário Dionísio. É para nós uma perda irreparável.

Participou com gosto e empenho em várias realizações da Casa da Achada desde a sua fundação. Inesquecível a tarde a ele dedicada, sessão de «Amigos de Mário Dionísio» há 2 anos. É alguém que até ao fim guardou o sorriso.

Grande amigo de Mário Dionísio e seu companheiro de lutas desde os anos 40 – contra a ditadura, por uma sociedade sem classes, por uma arte moderna – Castro Rodrigues era um homem de rara energia, frontalidade, generosidade, honestidade, modéstia. E de muitos saberes, não só da sua profissão.

Viveu intensamente 94 anos nem sempre fáceis, mais de 30 no Lobito, antes e depois da independência de Angola, onde deixou uma obra de urbanismo e arquitectura invulgar. De «arquitextura», como diria. Sem ele, esta cidade não seria a mesma.

Francisco Castro Rodrigues contou a sua longa vida no livro Um cesto de Cerejas, publicado pela Casa da Achada-Centro Mário Dionísio e lançado no dia da sua abertura ao público em Setembro de 2009. «A natureza e a memória contam» é o título do último capítulo.

Deixe um comentário

 

voltar às notícias

André Spencer e F. Pedro Oliveira para Casa da Achada - Centro Mário Dionísio | 2009-2017